Autismo e a educação inclusiva: Primeiro passo é querer

       A pandemia nos levou a suspender, por tempo indeterminado, as atividades do Programa Vivenciando o Autismo. Porém, a Coordenação do Programa decidiu continuar trazendo conteúdos virtualmente. Na primeira sexta-feira útil de cada mês, traremos novo tema, um novo especialista. Boa leitura e aprendizado! Conheça a especialista de maio:

 

VANESSA FREITAS NASCIMENTO

 

       É graduada em Pedagogia pela Faculdade Porto-Alegrense (FAPA) e Psicopedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Tem o título de pós graduada em Atendimento Educacional Especializado – AEE pela Faculdade Censupeg Porto Alegre – RS. É professora na Uniasselvi, Educinter, Censupeg e Uniritter

 

TEMA? EDUCAÇÃO INCLUSIVA:

 

       “Desejar a criança, conhecê-la e respeitá-la na escola é fundamental para que um ensino seja verdadeiramente inclusivo”, afirma Vanessa Freitas Nascimento. A Pedagoga e Psicopedagoga Clínica e Institucional defendem um ensino que respeite as diferenças. Vanessa também é Neuropsicopedagoga, especialista em Atendimento Educacional Especializado, Inclusão e Diversidade. A pedagoga acrescenta que é de responsabilidade dos professores saber estimular as crianças para que aprendam.

       Para a profissional “o intuito hoje é conseguir acolher estas pessoas com diagnóstico ou não.” Nesse processo, conhecer cada criança é fundamental e a família pode ajudar muito, acrescenta.

       “Não existe inclusão apenas porque a escola aceita uma criança”, diz Vanessa. Segundo a professora, a escola precisa estar preparada desde a calçada. Capacitar seus funcionários, adaptar o currículo de forma lúdica e inteligente é fundamental, diz. “Não é só a criança com alguma deficiência que será incluída, toda a escola deverá entrar no processo. Professores, equipe pedagógica, alunos e funcionários devem participar.”

Confira o recado que a convidada do mês deixou sobre o tema: Educação Inclusiva.


 

VIVENCIANDO O AUTISMO

 

       O Programa visa proporcionar um ambiente para que pais e familiares de pacientes com o Transtorno do Espectro Autista, beneficiários do Plano de Saúde IBCM, profissionais e estudantes, possam compartilhar experiências, aprender com diversos profissionais e assim ajudar no desenvolvimento dessas crianças. Encontros gratuitos, uma vez por mês. Sem necessidade de inscrição.

 

Coordenação Geral: Eduardo Nascimento de Oliveira.

Coordenação Técnica: Maria de Fátima Luna (Assistente Social) e Anelise Rodrigues (Fonoaudióloga).

Maiores informações: servsocial2@ibcm.org.br

 

Por IBCM em 22/05/2020 às 17:28.

Design by Pimenta do Reino • Developed by ThreeContent